Archive for the Jornais Category

Jornal Ágora 8 | Amanhã no JN

Posted in Diversos, Jornais on 22/05/2009 by Cadeia de Valor

Com a primeira edição publicada em 2006, o Jornal Ágora – jornal-laboratório do ISMAI  – é produzido pelos alunos do 2º ano do curso de Ciências da Comunicação.

O jornal é um espaço de negociação, além da construção da notícia na redação, a experiência envolve compartilhar o conhecimento, a partir da relação da teoria da notícia com os conceitos de trabalho em equipe, organização da produção e avaliação crítica das tarefas. A coordenação do jornal é feita pelo Mestre Luis Humberto Marcos.

Esta nova edição do Ágora, que sai como suplemento do Jornal de Notícias de 23 de Maio (portanto amanhã!), terá como tema central a “primavera da vida”, como canta Rui Veloso.

Além de vários olhares sobre a Adolescência, o jornal do Curso de Ciências da Comunicação do ISMAI fala de uma experiência singular registada na Madeira, durante o XI IBERCOM, em Abril.

Anúncios

Gestão de Marca – MAIZENA

Posted in Branding, Diversos, Jornais, Marketing on 08/05/2009 by Cadeia de Valor

Extractos da entrevista de hoje do Jornal DIÁRIO DE NOTÍCIAS a Marta Filipe, gestora da marca Maizena, a pretexto das declarações recentes do Ministro da Economia Manuel Pinho:

Já comeu papa Maizena?
Nunca comi, mas sempre tive Maizena em casa e conheço pessoas que comeram. Aliás, só conheço a receita da papa desde que trabalho a marca.

Acredita que a notoriedade da marca vai aumentar depois deste comentário?
Acho que não, pois toda a gente já conhece a farinha. Quanto muito vai aumentar, vai aumentar o awareness
. As pessoas já conhecem, quanto  muito vão lembrar-se mais da marca.

Isto é, a gestora da Maizena nunca provou Maizena e desconhece o significado da expressão “notoriedade”. Lindo!!!

Novo Jornal I Chegou Hoje Às Bancas

Posted in Diversos, Jornais on 07/05/2009 by Cadeia de Valor

A Sojormedia, lançou nesta quinta-feira, 7 de Maio, o novo Jornal I. O director da nova publicação sublinha que o objectivo do diário não é fazer concorrência, mas um jornalismo orientado por «uma paixão pela informação».

Trata-se de um diário generalista, que segundo o director, Martim Avilez Figueiredo, tem como ambição devolver aos portugueses o prazer de ler um jornal.

«Com este projecto o que queremos é devolver às pessoas o prazer que tinham na agressividade dos jornais diários, na profundidade que os semanários foram perdendo e na sofisticação das revistas», sublinha o director.

Conta com uma redacção de 74 jornalistas e algumas características que, segundo Martim Avilez Figueiredo, vão facilitar a leitura: «É um jornal que não se desmancha, agrafado, mais pequeno e que de alguma maneira resolve todas as críticas que se fazem aos jornais. Estamos a potenciar essa sensação de prazer que as pessoas tinham ao ler um jornal e que pretendemos devolver ao mercado», revelou.

O jornal I vai ter um custo de um euro de segunda a quinta-feira e à sexta-feira e sábado de 1,40 cêntimos. Ao domingo, o novo jornal não é publicado.

A BOLA – Uma Paixão de Angola

Posted in Estratégia, Jornais, Marketing, Publicidade on 08/03/2009 by Cadeia de Valor

É a partir de amanhã (9 de Março) que o jornal A BOLA terá também a sua edição angolana e passará a ser distribuído às segundas, quintas e sábados nas principais cidades do país.

O director da publicação, Vítor Serpa, justifica a escolha destes dias por se tratarem “dos dias históricos do jornal, ao longo de todos os anos em que foi trissemanário” e deixa em aberto a possibilidade de, passada a fase de consolidação da marca, a edição angolana passar a ser diária. A Bola será impressa em Luanda, na gráfica Damer, e a distribuição, comercialização e marketing estarão a cargo de uma empresa angolana, sobre a qual Vítor Serpa não adiantou mais pormenores. Todas as edições do jornal terão como base os conteúdos editoriais saídos na edição portuguesa e incluirão um caderno de quatro páginas, por edição, referente à realidade do desporto angolano. Vítor Serpa diz que poderão existir pequenas diferenças, “como uma chamada de capa para Angola”, mas o grafismo e conteúdos serão os mesmos, tendo de ser cortada informação por sair menos vezes por semana.

Em termos redactoriais, inicialmente, será enviado um jornalista para Angola, “que em princípio será o Jorge Silva – um jornalista já com experiência e uma boa relação com o país – com a função de coordenação do núcleo que queremos formar”, revela o responsável pela publicação, que deixa em aberto a possibilidade de trazer a Portugal alguns jornalistas angolanos para fazerem estágios e se relacionarem com a realidade do jornal.

Quanto a objectivos, o director do jornal diz ter “expectativas moderadas”, mas prevê vendas acima dos 20 mil exemplares por edição.

Veja aqui o Spot para a TV

Veja aqui o Spot para a TV